sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Bolsonaro, salvador da pátria? Não! Apenas a melhor opção.

Nos últimos anos aconteceu um dos maiores aumento de popularidade de um político no Brasil, Jair Messias Bolsonaro, passou de deputado federal do Rio de Janeiro para a maior esperança da reconstrução do Brasil contra o câncer esquerdista que se instalou em nosso país, com sua personalidade forte e sem medo do “politicamente correto”, sendo recebido “com festa” onde passou, inclusive no Nordeste, onde fica(ava) a maior força do atual do governo em relação à popularidade, sua popularidade aumentou de uma forma que seu nome já aparece entre os possíveis candidatos à eleição presidencial em 2018.

Particularmente o vejo como a melhor opção entre todos os possíveis candidatos que aí estão, mas a admiração efusiva de alguns é preocupante, não podemos nos deixar levar pela carência que a direita brasileira tem por líderes que realmente possam chegar ao poder e realizar reais mudanças no sistema político atual. Devemos sim apoiá-lo, todos nós, sejamos conservadores ou liberais, o mal maior ainda permanece no poder e a divisão desses dois grupos em alguns momentos enfraquece a luta contra a retirada do poder da esquerda corrupta que simplesmente pretende permanecer no poder sem se importar com as condições econômicas/socais que nosso país está e pode chegar.
Pior do que os fanáticos de Bolsonaro são alguns liberais/libertários que o veem apenas como mais um estadista e se recusam na hora de prestar apoio à ÚNICA REAL OPÇÃO QUE TEMOS HOJE de endireitar o Brasil e ficam esperando que apareça do dia para a noite um ser iluminado que seja a mistura de Mises, Hayek e Aynd Rand para salvar o país e em seguida o mundo para vivermos felizes para sempre. Para ter o apoio e o voto de todos, Bolsonaro não precisa ser o ideal e sim a melhor opção, e ele é!
Existem dois erros dentro da direita brasileira em relação a Bolsonaro, o primeiro erro é o de achar que ele será o presidente perfeito que não cometerá erros porque ele é o “bolsomito”, isso poderá frustrar uma parte do eleitorado, principalmente aquelas pessoas que não fazem parte de nenhum movimento ou não tenham uma ideologia política firme e só querem um país melhor, que são esses que decidem uma eleição, e isso enfraquecerá a direita brasileira, o segundo erro é de alguns que são contra a esquerda corrupta mas negam firmemente o apoio para sua candidatura. Devemos ficar no meio termo disso.
Qualquer que seja o político, que tenha as melhores das intenções, não conseguiria governar o Brasil.
A casa precisa ser limpa!
Sendo assim, após a limpeza, certamente eu apoiaria o Senhor Bolsonaro. Mesmo que ele ganhe hoje, com o ciclo vicioso que adentrou no Brasil, sofreria um impeachment relâmpago !
Intervenção Militar é a solução até que a casa seja arrumada!


Não devemos atropelar as etapas da mudança que pretendemos fazer, uma coisa de cada vez, meus amigos, primeiramente a retirada do poder dos que lá estão, por enquanto é isso que temos, enfim achamos uma opção viável que não seja adepta do socialismo fabiano que é “menos ruim” em comparação ao governo atual. O salvador da pátria não existe, não deixemos ninguém acomodado no poder, cobrança de resultados sempre, seja quem for! E continuamente a busca por melhorias, o ideal nunca irá existir no mundo real, sempre terá algo a ser feito!

Esse é o momento de nos unirmos contra o mal maior, lembrem: eles ainda estão no poder!
Victor Soares

Nenhum comentário:

Postar um comentário