domingo, 31 de janeiro de 2016

Frei Betto reabilitado. Ao menos na Arquidiocese de Natal.


Carlos Alberto Libânio Christo, o Frei Betto, continua em alta. Depois de ser destaque no site da Canção Nova, da Arquidiocese de São Paulo, chegando até à Rádio Vaticano e ao portal de notícias da Santa Sé (!), este senhor, outrora assessor especial dos piedoso “católico a seu modo” Lula e amicíssimo do baluarte do paredón Fidel Castro, será a grande atração de amanhã em um Seminário organizado pela Arquidiocese de Natal.

O currículo é extenso e nos limitamos a citar apenas alguns de seus grandiosos feitos e causas defendidas. Betto é o arauto da “essencial sacramentalidade da união de duas pessoas que se amam, ainda que do mesmo sexo”; o crítico feroz das “autoridades eclesiásticas” que se “silenciam quando se trata de se pronunciar contra a homofobia”; há décadas, o paladino da despenalização do aborto; o patrono dominicano da espoliação da propriedade privada; o advogado de Dilma Rousseff contra as boatarias de internet; enfim, um Betto de alta patente, ao contrário do seu xará sem grife, e, por isso mesmo, excomungado, de Bauru. Nada mais, nada menos que um bezerro de ouro da América Latina


Interessante notar que, contactada por uma fiel perplexa, a Cúria de Natal confirmou a anuência do senhor arcebispo à participação de Betto no Seminário. Evento, diga-se de passagem, em que ele, Dom Jaime Vieira Rocha, excelentíssimo Ordinário local, bem como o ilustríssimo ordinário de Mossoró, Dom Mariano Manzana, e o reverendíssimo administrador diocesano de Caicó, Padre Ivanoff Pereira, também darão os ares de suas graças. Tudo ao som do fenômeno musical das CEBs… Zé Vicente! Axé, Auerê, Saravá! Cruz credo!
Lamentavelmente, a Arquidiocese de Natal não é a única a se sujeitar a fazer parte, ou, melhor dizendo, a ser cúmplice do libertador programa de reabilitação nos meios eclesiásticos de Betto. A “5ª Semana Social Brasileira da Arquidiocese de Maceió” recebeu, no último dia 24, o insigne teólogo cultor de Marighella e Che Guevara. Ladeava-o Dom Antônio Muniz, arcebispo metropolitano, aquele mesmo aconselhou o seu clero a formar o povo para não comungar de joelhos… Todos os associados ao Betto, como facilmente percebemos, são pessoas da mais pura ortodoxia!


Nenhum comentário:

Postar um comentário