quarta-feira, 7 de junho de 2017

Não é só questão de "ego".


"Ministério Público Federal investiga ação da Polícia Civil que prendeu 60 fuzis no Galeão" - O GLOBO
O Brasil é o único país onde o mais importante é investigar a polícia do que os vagabundos!
Não basta ser incompetente, ainda precisa ostentar isso!
#AliensMeResgatem
#CansadoDessaMerda


A "vaidade" acaba sempre por prejudicar o cidadão. 
É PM que não quer que a GM utilize arma de fogo, com medo de perder espaço.
É PC que não quer que a PM lavre o Termo circunstanciado, com medo de perder espaço.
É PF que não quer que a PC apreenda armas no Aeroporto, com medo de perder espaço.
É PF que não quer que o MPF faça investigação, com medo de perder espaço... pqp!
O "espaço" e a "cadeira" parecem estar anos luz à frente do interesse público...é difícil!!!
#NaMelhorDasHipótesesIssoExplica
#ViaRenatoBianchi


Mas todos esquecem que "seus espaços" já foram perdidos há anos.

Eu diria mais, além das vaidades, algo muito maior pode estar escondido nesta “investigação” do Ministério Público. Sabemos que o narco estado funciona a pleno vapor, que a “atividade” é rentável assim como o tráfico de armas e, estas atividades são facilmente praticadas quando há o envolvimento de autoridades políticas. Temos bastantes exemplos disso. Helicóptero de Senador com 450kg de cocaína


Por certo não partiu da Polícia Federal a iniciativa de reclamar da ação dentro do seu espaço, mas de pessoa não visível que teve nesta ação um prejuízo muito grande.
Que a Polícia Federal e o Ministério Público Federal se ocupem em investigar, colher provas, indiciar e denunciar os sabidos políticos envolvidos com o tráfico de drogas e armas, bem como suas investidas contra as polícias, deixando bem clara suas intenções a favor de facilitar a vida do "funcionário" varejista do comercio de drogas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário